Aqui o autor - Dieter Dellinger - ex-redator da Revista de Marinha - dedica-se à História Náutica, aos Navios e Marinha e apresenta o seu livro "Um Século de Guerra no Mar"
Quarta-feira, 13 de Abril de 2016
Perigoso Encontro quase Bélico no Báltico

 

O poderoso destroyer americano “Donald Cook” a navegar no Mar Báltico sofreu ataques simulado de dois caças-bombardeiros russos SU-24 nos passados dias 11 e 12 deste mês . Um dos aviões aproximou-se de tal maneira que a guarnição sentiu o calor do jato e o vento provocado pela passagem da aeronave.

Os americanos aguentaram o seu sangue-frio e não dispararam os seus mísseis antiaéreos pois não tinham ordens do presidente Obama para o fazerem. Foi um dos casos mais graves de encontro de forças russas e americanas porque Putin considera o Báltico como o seu mar, apesar do navio americano não navegar em águas russas, mas estava próximo. O Pentágono declarou que se tratou de uma perigosa provocação russa que lembra o pior da guerra fria.

O navio americano tem o deslocamento de um cruzador da II. Guerra Mundial e está equipado com 7 radares diferentes e um poderoso sistema de guerra eletrónica do tipo Aegis para a luta contra mísseis e aviões atacantes, pertencendo à classe “Arleigh Burke” e foi comissionado em 1998.

O seu armamento é poderosíssimo, sendo constituído por:

90 mísseis RIM-156 SM-2 e BGM-109 Tomahawk de cruzeiro instalados recentemente em dois sistemas de lançamento vertical. Mais dois lançadores de mísseis Harpoon, 1 canhão automático Mark 45 de 127 mm, 2 peças de 25 mm também automáticas, 1 canhão antiaéreo multitubos Phalanx CIW 5 para abater alvos muito próximos e metralhadoras de 12,7 mm para enfrentar terroristas que se possam aproximar em pequenos botes.

Também está equipado com dois tubos lança torpedos Mk 32 e alberga um helicóptero equipado para a guerra antissubmarina SH-60 Sea Hawk

Nenhum couraçado da II. Guerra Mundial teve um poder de fogo minimamente equivalente ao deste já não muito novo destroyer americano. Até os porta-aviões com 30 ou 40 aviões não têm o poder dos mísseis Tomahwk que alcançam alvos a mais de mil quilómetros de distância.

A Guarnição é numerosa com 281 elementos. Enfim, bem diferente do novo super destroyer Zumawalt que pode navegar sem um único ser humano a bordo com um cérebro eletrónico capaz de tomar decisões bélicas e controlo remoto.

Foi dito nalguma imprensa que os SU-24 russos estavam equipados com um fantástico sistema denominado Kirby capaz de anular todos os radares de qualquer navio, mas, entretanto, os russos disseram que aqueles SU-24 não traziam o tal sistema, mas que o possuem. Se os tivessem utilizado, os americanos ficavam a saber como funcionam.

Além disso, não depende tudo dos radares, pois os navios americanos estão equipados com a chamada optrónica ou ótica eletrónica com câmaras vídeo e sensíveis aos raios infravermelhos que detetam passivamente qualquer objeto a voar ou navegar durante o dia e a noite e em todas as condições meteorológicas.



publicado por DD às 23:17
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Submarino USS West Virgin...

Chris Bertish completa tr...

A Mentira do Fim das Pesc...

Expresso: Ana Gomes quer ...

10 Corvetas Modernas

Graneleiro Afundado no Me...

Nova Crise do "Shipping"

Offshores Escondem Dinhei...

Perigoso Encontro quase B...

Tempestades e Navios

arquivos

Abril 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Setembro 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Agosto 2015

Dezembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Agosto 2013

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Junho 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

tags

1900 - ano de paz

1904: guerra russo-japonesa

ártico

batalha da jutlândia

batalha das falklands

batalha de midway

batalha de tsushima

batalha do atlântico

batalha do mar amarelo

batalha naval na selva

bluecher

canhão e couraça

corrupção

couraçado lion

couraçado petropavlotch

couraçado queen elizabeth

couraçado scharnhorst

cruzador de batalha derflinger

cruzador vasco da gama

dieter dellinger

dieter dellinger - arquitetura naval

dieter dellinger - envc

dieter dellinger - história náutica

dieter dellinger - motores navais

dreadnought

guerra

guerra da coreia

guerra no mar

guerra russo-japonesa

guerra submarina

i guerra mundial

i. guerra mundial

i.guerra mundial

israel

kamikazes

marinha

nau

navios

paulo portas

petróleo iraniano

revista de marinha

revista de marinha - dieter dellinger

revista do mar

seydlitz

shipping

submarino borei

submarino gymnote

submarinos

submarinos u209pn

torpedo e submarino

u-9

todas as tags

links
contador
Contador de visita
Contador de visita
online
web counter
blogs SAPO
subscrever feeds